sexta-feira, 17 de junho de 2016

O Exemplo de Jesus a respeito do Jovem Rico.




Eu, Waldecy Antonio Simões, internauta ativo na propagação da Palavra de Deus, pertenço a uma das 398 congregações pelo mundo que santificam o sábado como o Dia do Senhor, portanto somos os remanescentes que não aceitaram a subserviência ao papado romano de tantos erros. Siga o Link:

http://gospel-semeadores-da.forumeiros.com/t12521-todas-as-igrejas-que-guardam-o-sabado. 

“Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo”. Romanos 9:27

É nulo falar em Graça sem estarem presentes a OBEDIÊNCIA a Deus (e ele exige isso) na guarda de seus Mandamentos e exercer o amor de 1 Coríntios 13:13, revelado ser maior que a fé. Evidentemente não pode existir amor ao semelhante mais necessitado sem  que os socorramos em suas necessidades básicas e espirituais.

Afinal, não foi esse o Recado de Jesus na Parábola do Samaritano?    Também na  Parábola do Rico e Lázaro? Em Mateus 25:31 a 44 Jesus nos revela, absolutamente cristalino e direto, a Salvação pelas obras de caridade e a condenação pela falta delas.

Pra que revelação maior na busca do caminho do Céu senão pelas revelações de Jesus a nós outros através do exemplo do Jovem Rico, em Marcos 10:17 e seguintes?  Vamos a ele?

Era uma vez, na época de Jesus na Terra,  um jovem da tradição israelita, muito rico, segundo Lucas 18:23. Tinha muitas propriedades, castelos, enfim, era um abastado segundo Mateus 19:22. Conta o Evangelho que esse jovem, por ser um fiel da tradição da Torah (os cinco livros Pentateucos), e que guardava todos os mandamentos de Deus Pai que são 10, e por isso se julgava salvo na Eternidade. E assim vivia a sua riqueza e a sua fé.
  
Mas um dia, ao circular pela cidade, talvez com alguns amigos, viu o Jesus tão falado e tão procurado, Como Jesus era extremamente carismático, pois Está Escrito que as pessoas que o ouviam até prendiam a respiração, também aquele jovem rico passou a ter dúvidas sobre sua própria salvação na Eternidade, por isso, quando surgiu  uma chance, apresentou-se diante do Mostre e perguntou-lhe  (Marcos 10:17):

-- Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?

-- E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus.  Tu sabes os mandamentos: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; não defraudarás alguém; honra a teu pai e a tua mãe.  Jesus citou apenas sete dos mandamentos, mas deixou claro que se referia ao Decálogo.

-- Ele, porém, respondendo, lhe disse: Mestre, tudo isso guardei desde a minha mocidade.


-- E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a cruz, e segue-me.
Jesus revelou a ele que com o peso de sua fortuna terrena jamais conseguiria entrar no Reino de Deus, pois tanta riqueza nas mãos de um só impedia a distribuição de rendas, prejudicando principalmente os mais necessitados


-- Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste; porque possuía muitas propriedades.



Também essa resposta de Jesus vale para cada um de nós outros, pois quem tem muito, se almejar a Salvação tem de dividir muito, quem tem menos que divida menos e quem nada tem que pratique o Amor.

Veja a sabedoria de Jesus:  Como Está Escrito em Tiago 4:14 que nossa vida é tão breve, que perante a Eternidade é como um vapor d'água que sai da chaleira fervente e logo se dissipa, havia um grande problema com o Jovem Rico para que ele se salvasse da Eternidade.

A Salvação do Jovem Rico estava em alto risco, pois logo que ele se retirou, Jesus revelou aos seus amigos que É QUASE IMPOSSÍVEL A UM RICO SE SALVAR. Por que, Jesus?  Porque o Senhor Deus na Criação, nos brindou com um mundo maravilhoso, com terras e águas suficientes para que todos tivessem uma parte. Mas os senhores da força e do poder se apropriaram das maiores partes do bolo e as pequenas fatias que sobraram não foram suficientes nem para matar a fome aguda e mortal do mundo, e a miséria se estendeu, trazendo sofrimento e desolação.  Por isso, Jesus mostrou o Jovem Rico que com o peso de sua riqueza jamais alcançaria a Eternidade de Deus.

Vejam que raríssima oportunidade: Aquele jovem iria ouvir DIRETAMENTE do Filho de Deus Vivo como fazer para alcançar a eternidade dos sonhos! Que real maravilha! Mas você, que estiver lendo agora, também vai conhecer esse Caminho, pois tudo o que Jesus ensinou e deu exemplos por todo o Evangelho visou, também, DIRETAMENTE a eu e VOCÊ.

Então, segundo Jesus Cristo,  a primeira condição para a Salvação na Eternidade é amar e obedecer a Deus Pai, e a  segunda condição (sinequanon) é amar o semelhante a ponto de servidão, senão não há salvação alguma.
Jesus ainda completou que para salvar-se o Jovem teria da tomar a sua cruz e seguir Jesus, pois sem tribulações não há salvação alguma. 


Não adianta clamar a Jesus Senhor! Senhor sem a Obediência ao Pai e as obras por amor ao semelhante.  Em Mateus 25:31 a 44, Jesus ressalva a imensa importância das boas obras de caridade, pois revelou a salvação por elas e a condenação pela falta delas.

Não devemos nos esquecer que, exatamente pela constante desobediência a Deus Pai, ele varreu da face da Terra ONZE das doze tribos de Israel e só não extingui a tribo de Judá porque Jesus teria de nascer israelita.

Quanto aos mandamentos de Deus Pai, não adianta guardar nove se faltar um só deles:

 “Porque qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos. Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu, pois, não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei”. Tiago 2:10-11


Li em um jornal sério, que se os ricos do mundo doassem anualmente apenas um por cento para os necessitados, não tiraria os miseráveis da pobreza, mas pelo menos ninguém mais morreria de fome.

Jesus disse ao jovem rico para que ele se desfizesse do peso do ouro e os trocasse por um tesouro muito mais importante no Céu, pois lá as traças não corroem o único Tesouro que importa, nem a ferrugem, nem as guerras ou conflitos, e ainda há a ressalva importante que Deus ama quando somos dependente dele, quando nos mostramos que necessitamos dele, da mesma maneira que um pai e uma mãe vêem seus filhos.  Mas para os ricos é difícil depender de Deus.

Não nos esqueçamos que é Satanás quem gerencia e distribui as riquezas materiais da Terra, pois Está Escrito:

“E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo.  E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu”. Lucas 4:5.

ENTÃO, Está Escrito QUE QUEM GERENCIA E DISTRIBUI AS RIQUEZAS DA TERRA É SATANÁS.  Você ainda quer ficar rico?.

Mas os muito ricos não se preocupam com Deus Pai, pois já têm tudo e, assim, vêem Deus apena como um ser literário. Como antigo corretor de imóveis  em São Paulo, entrei em muitas mansões de pessoas ricas, abastadas, e não raramente vislumbrei, nos living's uma bela estante com uma Bíblia bem grande e colorida, mormente aberta num dos salmos de Vitória, mas só isso, e só isso é nada em termos de salvação.

Agora, voltando ao ensino de Jesus ao jovem rico, Cristo mostrou que o Caminho do Reino de Deus tem de passar por DUAS CONDIÇÕES SINEQUANON:

OBEDIÊNCIA E AMOR.

Vamos à obediência

Para que se salvasse, o jovem rico  (também  eu e você) tinha por obrigação guardar as 10 leis de Deus e Senhor, promulgadas e propagadas no incrível evento Monte Sinai, também legitimadas todas eles até em cada caractere, pelo Filho, em Mateus 5:17 até 28.

Irmãos (irmãs) escolha permanecer com a Bênção ou fique com a Maldição. Fica tudo por sua conta. Você é livre para escolher. Escolhendo a Bênção, estará a caminho da Salvação na Eternidade, mas escolhendo a Maldição, nem o Senhor terá piedade de você, pois  a Escolha foi sua!

Vede: Proponho-vos hoje  Bênção ou Maldição.  Bênção se obedecerdes aos mandamentos do Senhor. Maldição se não obedecerdes aos mandamentos do Senhor vosso Deus...   O Senhor, em Deuteronômio,   11.26.
E não adianta negar: os Mandamentos são 10, pois não Está Escrito que um ou dois deles foram deletados no Evangelho, ao contrário, foram inteiramente legitimados pelo Filho de Deus Vivo que sofreu horrores para que puséssemos alcançar o Reino de Deus!

“Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do Senhor teu Deus, para não cuidares em cumprir TODOS os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão”.  Deuteronômio 28:15 




Vamos ao amor.

Jesus revelou ao jovem (e a nós outros) que somente obedecer a Deus na guarda de seus mandamentos ainda não era suficiente para que ele se salvasse. Era e é necessário um complemento muito importante: O amor ao semelhante, a ponto de servi-lo em suas necessidades básicas. Para isso, ele teria de desligar-se de sua fortuna, pois só assim estaria honrando ao verdadeiro Senhor, e aproveitar para realizar uma maravilhosa obra de amor pelo semelhantes mais necessitados, dividindo com eles sua fortuna. Não Está Escrito, mas eu entendo que o jovem rico poderia ficar apenas com uma parte para que vivesse dignamente, sem luxos e sem exageros.

MAS O JOVEM RICO FUGIU DO AMOR, e consequentemente da SALVAÇÃO.

Na maioria das vezes, o enriquecimento de alguém bem pode ser obra de Satanás, pois com isso ele afasta o homem de Deus. Não foi assim com Jesus? Satanás tentou corromper a Jesus ofertando-lhe todos os tesouros da Terra e ainda afirmou que tudo era dele, Satanás (Mateus 4:8).

Quanto a isso, o que Satanás disse a Jesus a respeito das riquezas materiais?

 Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu”. Lucas 4:5.

Vamos ao conselhos do Espírito Santo de Deus aos ricos:

"Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos;  Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis;   Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam se apoderar da vida eterna".  1 Timóteo 6:17-19

Waldecy Antono Simões   walasi@uol.com.br

Livre para publicações, desde que os textos não sejam alterados.















http://ainfalibilidadedospapasewabsurda.blogspot.com.br/






























                                                          













































                            












 Waldecy Antonio Simões. walasi@uol.com.br

Todos os meus textos são livres para publicações, desde que os textos não sejam alterados

Eu sou a voz que clama na Internet.

 “Então, no Reino do Pai, os justos resplandecerão como o Sol”.  Promessa de Jesus, em Mateus, 13.43